Câmera fotográfica

Quem adora fotografar levanta a mão!

E porque somos todos apaixonados por fotografia que o fototema de hoje é justamente para mostrar nossa amiga de todas as horas, a câmera fotográfica!

“A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são”.

Peter Urmenyi

Anúncios

Entre Aspas

“Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa.
Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera.
Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é?
A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas?
A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar.
Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera?
E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará.
A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente.
Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.”

Caio Fernando Abreu

Vamos ver o que acontece

passado presente futuro

Quando o fim do ano se aproxima chega a hora de começar a pensar nos pedidos e metas a serem alcançadas no ano  seguinte. Esse ano muita coisa aconteceu na minha vida, tanto no profissional quanto no pessoal. Coisas boas e ruins, mas o importante foi todo o aprendizado que conquistei nesses últimos 365  dias já vividos.

De certa forma continuo a mesma, mas algo mudou. Antes eu tinha sonhos, e Deus sabe como eram muitos! Agora são objetivos. Eu percebi que coisas simples me fazem feliz e mesmo parecendo ser uma frase batida é com essa filosofia que vou seguir minha vida daqui para frente.

Fechei o ano com  mais de 50 livros lidos sobre várias coisas e estou usando a internet como minha aliada. Sei que muitas das pessoas que olham o 16 ainda estão na escola, mas sinto a necessidade de passar isso tudo para alguém e acredito que quanto mais cedo se começa, melhor. Sei também que muita gente não concorda com nada do que dizem esses livros e muitas vezes já ouvi “Quem segue essas coisas fica louca” e eu não quero enlouquecer.

Para 2013 eu tenho uma lista de metas, pequenas, mas metas. E ao longo do ano que vai começar vou colocar em prática tudo o que  aprendi em 2012 e compartilhar com vocês as minhas experiências. Se eu for um fracasso total, vocês terão a certeza de que esses livros e métodos são perca de tempo e vocês não precisarão perder tempo com isso. Se por outro lado der certo, eu serei uma prova de que funciona e quem sabe assim os incrédulos se convençam.

O importante é que a partir de agora eu vou ser protagonista da minha vida e vou direcioná-la para onde eu quero ir. Espero que vocês venham comigo.

Para começar eu comprei uma agenda e vou tentar usá-la para melhorar minha organização. Já tive uma para 2012 e deu muito certo, vou continuar usando em 2013.

Vamos ver o que acontece.