Filme da semana: Paixão de aluguel

Tá esse filme é antigo, mas nem por isso é ruim. Minha adolescência teve como inspiração a Hilary Duff, eu assisti a todos os filmes dela mais de 10 vezes 🙂 Meus pais já sabem todas as falas e eu não consigo parar :). A mensagem desse filme em particular é muito inspiradora,  mostra o quanto é importante esperar a pessoa certa, que não é todo mundo que vai nos fazer feliz para sempre talvez por um tempo mas não como a pessoa certa para você faria.

Holly Hamilton está cansada de mudar de casa toda vez que sua mãe briga com o novo namorado. E quando a mamãe Jean arruma outro romance, a adolescente arma o plano ideal para fazer com que o pretendente caia fora: achar o homem perfeito para ser seu padrasto. O primeiro passo é inventar um admirador secreto que vai aumentar a auto-estima de Jean. Mas a relação começa a dar certo, e agora Holly terá de encontrar um homem de verdade para fazer o papel do apaixonado. Para isso, ela toma emprestado de uma amiga o Tio Ben, um homem inteligente e charmoso que se torna o parceiro ideal para Jean. Porém, as mentiras escondidas podem ameaçar a felicidade de todos.

Entre Aspas

A chuva bate grossa no telhado  A noite vai passando devagar, quase parando. O sono dá lugar as angustias, desejos e sonhos. Tão previsível este pensar, este sentir, este conversar com si mesmo. É pouco, porém tão forte, tão profundo este querer dizer ,desengasgar. Ah se soubesse que minhas noites em claro são tão somente por causa dessas palavras não ditas, dessas frases engolidas. Se compreendesse este meu olhar meio de lado, que acompanha cada passo que você dá daqui pra lá e de lá pra cá, este olhar bem disfarçado de canto de olho. Se minhas cartas escritas, todas subjetivas tu viesses a entender que o protagonista das histórias só pode ser você. Mas se recusa brandamente em ver o que lhe digo em forma de texto bonito, feio ou sem nenhum sentido. Continuo no anonimato como o escuro ingrato que tudo esconde. No meio de um sussurro a voz se cala , e mais uma vez… o silêncio.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Pedagogia

Estudioso das teorias do ensino e da comunicação humana, o pedagogo (profissional de pedagogia) é o responsável por planejar, dirigir e implantar escolas e entidades de ensino em geral. Mais do que cuidar dos aspectos pedagógicos também é função do profissional de pedagogia administrar e liderar a administração escolar.

Grade Básica do Curso de Pedagogia:

  • Sociologia Geral
  • História da Educação
  • Psicologia Aplicada a Educação
  • Didática
  • Filosofia Básica
  • Economia Aplicada a Educação
  • Conceitos Básicos de Administração
  • Pedagogia Básica
  • Língua Portuguesa
  • Didática

Duração do Curso: 4 anos

Área: Ciências Humanas

Salário Médio: R$ 1812,00

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Estreia: Amanhecer – parte II

Não meninas eu não ignorei a estreia de Amanhecer parte II apesar de quem me conhece saber que eu parei de ler e assistir ainda no primeiro volume. Nada contra, só não consegui sentir entusiasmo.

Após dar a luz a Renesmee (Mackenzie Foy), Bella Swan (Kristen Stewart) desperta já vampira. Ela agora precisa aprender a lidar com seus novos poderes, assim como absorver a ideia de que Jake (Taylor Lautner), seu melhor amigo, teve um imprinting com a filha. Devido ao elo existente entre eles, Jake passa a acompanhar com bastante atenção o rápido desenvolvimento de Renesmee, o que faz com que se aproxime cada vez mais dos Cullen. Paralelamente, Aro (Michael Sheen) é informado por Irina (Maggie Grace) da existência de Renesmee e de seus raros poderes. Acreditando que ela seja uma ameaça em potencial para o futuro dos Volturi, ele passa a elaborar um plano para atacar os Cullen e eliminar a garota de uma vez por todas.

Roberto Cunha crítico de cinema se referiu ao filme da seguinte forma: “Para os fãs que gostaram de A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1, a boa notícia é que eles vão adorar essa segunda parte, o que vai animar bastante aqueles que acharam (não sem razão) o primeiro filme de Bill Condon lennnnnnnto demais. Agora, ele entrega uma produção mais dinâmica, bem humorada, com boas cenas de ação, que flerta com mais intensidade no clima conspiratório, tem mais personagens novos (alguns ruins) e, o melhor, reserva uma surpresa e tanto. Mérito também da roteirista de todos os longas, Melissa Rosenberg, que provou não ter entrado de gaiata e suas experiências em produções focadas público parecido, como o seriado O.C. – Um Estranho no Paraíso (2003-2004) e o filme Ela Dança, Eu Danço (2006), devem ter ajudado.

Se as falhas não são poucas (sim, elas existem), por outro lado é preciso dizer que os acertos também são evidentes. O mesmo raciocínio vale para a parte técnica, sempre criticada (e com razão), mas dá para entender que não são filmes de efeitos especiais raros na tela, mas de efeitos especiais comuns nas pessoas. Das interpretações caricatas nem vale a pena comentar porque o objetivo foi alcançado. Assim, com a missão de sentar na sala escura com um mínimo de conhecimento, tratei de ver nos dias anteriores o começo, o meio e aí – sim – poder assistir o fim. Para minha surpresa, é possível entender a razão de tanto sucesso. Com este bom fim, com tons de épico, o ciclo se completa e a saga descansa em paz para o delírio dos “crepusculares” de plantão os detratores do conjunto apresentado. Pelo menos, até o momento em que a autora resolver mexer seu dedinhos no teclado, incentivada pelos produtore$. Mas aí já é outra história e só tempo dirá se ela será escrita ou não. Na dúvida, pode apostar que vem mais por aí. ;) “

Entre Aspas

Eu o vi pela primeira vez em um dia que já me falha a memória, em um horário inesperado, em um lugar qualquer. Foi na primeira troca de palavras que eu soube a verdade, foi amor a primeira vista. Um garoto perfeito, mas com o maior dos defeitos: comprometido. Ele me dava indiretas, me fazia pensar que ele me queria da mesma forma.

As horas passaram e nossas conversas contornaram o mundo e meu coração. Minha vergonha não deixou que em resposta eu pudesse dar mais que sorrisos.

O tempo cruel passou e nada mais aconteceu. Só aqueles mesmos olhares de sempre, com as mesmas conversas de sempre, com as mesmas risadas de sempre. Tudo o que não era para sempre era ele.

Já era tarde, hora de ir embora. Olhei para trás sabendo que podia estar deixando o amor da minha vida nos braços de outra. Mas o que poderia fazer eu? Talvez esse romance secreto servisse apenas para me fazer acreditar no amor novamente.

Não sei se voltarei a vê-lo, sinceramente anseio por isso. A única coisa que sei é que esse garoto ficará marcado em minha memória, mesmo que eu nunca mais volte a vê-lo, mesmo que para ele eu não tenha significado nada. Porque acima de tudo, foi com ele que deixei meu coração.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Coldplay no Brasil

Os fãs do Coldplay podem comemorar, pois o quarteto britânico voltará ao Brasil no começo de 2013.

De acordo com informações divulgadas no Facebook da produtora Time For Fun, Chris Martin e seus escudeiros farão duas apresentações em território brasileiro no mês de fevereiro. Eles tocarão no dia 5, em São Paulo, no Estádio do Morumbi; e no dia 7, em Porto Alegre, no Estádio do Zequinha.

Os ingressos estarão disponíveis para o público a partir de 21 de novembro nos pontos de venda da Tickets For Fun.