Entre Aspas

“Eu não podia entrar na área vip de alguma festa pois havia bebidas, já você entrava e saia livremente. Não podia ir a boates e tinha hora pra voltar. Já você não avisava ninguém e voltava para casa quando quisesse. Eu não podia comprar bebidas nem mesmo em um supermercado, enquanto você já as consumia aos goles. Eu não podia dirigir nem mesmo uma bicicleta motorizada enquanto você já tinha sua própria moto. Nunca pude viajar sozinha enquanto você pegava a estrada quando bem entendesse. Não tenho meu próprio dinheiro, e passo o dia em casa. Enquanto você acorda todos os dias as 8 da manhã para ir ao trabalho e no final do mês receber teu salário para gastar só contigo.

Teus amigos sempre foram mais velhos que você, porque tu sempre abominou a maturidade das pessoas da tua idade. Eu nunca poderia fazer longos passeios com você para lugares diferentes, beber todas e ficar olhando o sol nascer. Todos os dias as 2 horas já devia estar em casa enquanto sua noite estava apenas começando. Teus amigos ficando com garotas 5 anos mais velhas do que eles mesmo e você sempre os acompanhou. Festas para ti nunca foram problema, aos finais de semana teu celular não parava de tocar. Enquanto eu sempre passava o dia todo em casa no computador protegida pelos meus pais. Nunca sai da linha, sempre segui as regras e era uma boa aluna. Já você, sempre contrariou qualquer ordem que lhe fosse dada somente por pirraça. Você sempre foi livre enquanto eu ainda era a garotinha do papai.

Mas apesar de todas as coisas, apesar de todas as proibições e brincadeiras dos teus amigos, você escolheu ficar comigo. Você abriu mão de chegar em casa as 5 da manhã para dormir todos os dias as onze horas. Você parou de beber e deixou teus amigos um pouco de lado. Parou de bater papo com todas aquelas garotas pra dar toda sua atenção somente a mim. Teus finais de semana agora são meus. Você não vai mais em festas, nem frequenta mais boates. Você passa noites em casa e suas mensagens agora são todas enviadas para um único número: O meu. Em meio a todas as outras que poderiam fazer a ti tudo o que tu quisesse, você preferiu ficar com a garotinha. Aquela mimada e desprotegida. Você largou teu mundo, para se adaptar ao meu. E isso, eu não vou encontrar em mais ninguém.”

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s