Estreia: Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo

Um meteoro está em rota de colisão com a Terra, e a última missão humana enviada para desviá-lo falha em sua tentativa. Não há mais saída: em três semanas, o mundo vai acabar. Algumas pessoas aproveitam os últimos dias de vida para beberem e fazerem sexo sem compromisso; outras se rebelam pelas ruas e começam a destruir os carros e os comércios. Além delas, existe Dodge (Steve Carell), corretor solitário que acaba de ser abandonado pela esposa, e Penny (Keira Knightley), sua vizinha triste, que nunca teve um namoro satisfatório. Juntos, eles decidem percorrer o país para reencontrarem suas famílias e seus amores de juventude antes que seja tarde demais.

A história segue seu rumo inevitável (existe mesmo uma contagem regressiva na tela), embalada em música indie rock melodiosa, contemplando os personagens enquanto degustam um bom sanduíche antes de morrerem, com uma taça de vinho na mão. Dos fatos graves narrados de maneira atenuada (a assustadora morte do caminhoneiro) aos fatos leves intensificados (a carta redigida à ex-namorada), todos os acontecimentos ganham a mesma proporção e fluidez. Para o bem ou para o mal, o rolo compressor do indie representa tanto a morte iminente quanto a descoberta de um novo amor com o mesmo sorriso. Mais do que isso, ele faz de um a condição para o surgimento do outro. Se for para morrer, que seja apaixonado.

Confere o trailler:

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Na Playlist: I am glad you came – The Wanted

Meu irmão não para de ouvir e é impossível não aprender. haha Considerando que a introdução é realmente bem contagiante o na playlist dessa sexta é especialmente para você que tá afim de se divertir.

O sol se põe/ As estrelas saem/ E tudo o que conta/ É aqui e o agora/ Meu universo/ Nunca mais será o mesmo/ Estou feliz que você veio
Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Entre Aspas

Uma vez alguém me disse que o amor era um sentimento estranho. Mal essa pessoa sabia que “estranho” mesmo é o modo como as pessoas lidam com ele. Alguns se conhecem e minutos depois já dizem que se amam. Outros, brigam, discutem e implicam, só para não admitir que estão apaixonados. E tem uns que até escolhem qualquer outra coisa, qualquer outra situação, desde que não tenha o bendito amor no meio.

Seres humanos. Quanto mais sou, mais me surpreendo. Quanto mais os conheço, mais me parecem estranhos. Seres humanos, meros seres humanos. Acham que podem tanto, mas na verdade não podem nada. Dizem que são intensos, mas são tão inconstantes, indecisos,contraditórios. E são assim em relação à tudo. Em relação ao mundo. E em relação aos sentimentos, especialmente ao amor. Algo que parece tão simples como “amar e ser amado”, na hora H, sempre falham, essesmalditos seres humanos. Falham com o coração, falham com o outro,falham com a verdade. Tentam, às vezes, fugir para outros cantos, pensam que estão convictos de que já superaram, mas ainda continuam tão vulneráveis, pobrezinhos.

Uns mais audaciosos dizem que nunca vão amar, que preferem abrir mão de um olhar sincero, de um “Eu te amo” sonoro e verdadeiro, do que sofrer, derramar lágrimas pelos cantos e sentir apertos no coração. Mas, amar é tão inevitável quanto respirar. E quem nunca sofreu por amor nesse mundo, que atire a primeira pedra! A vida é assim. Os seres humanos são assim. O amor é assim. E no mundo existe dois tipos de pessoas. As que choram e as que vendem lenços. Ou seriam as que amam e as que fogem do amor?

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Eu indico: Do Seu Lado – Fernanda Saads

Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Na Playlist: Solitary Man – Johnny Cash

sozinho

A introdução dessa música é muitooo boa! Que voz! Eu tenho um amor platônico pelo Johnny Cash desde quando assisti o filme Johnny e June. E quando eu vi essa música em Amor eterno amor  -_- ficou muito linda naquelas cenas. Confere aí:

Não sei se eu conseguirei,/ Mas antes de me encontrar/ Uma garota vai ficar/ E não me vai ma trair/ Eu serei o que eu sou/ Um homem solitário/ Um homem solitário
Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Eu indico: Puros

Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos.

Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir. Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse. Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores.

Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim.Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura. Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Como usar: Bandana

Bandanas são incríveis! Eu adoro e lembro de quando era mais nova e não podia ver uma que ficava louca. Achava um máximo e rodando na blogosfera achei um post sobre bandana  e como combiná-las.

Na virada do século Amy Winehouse apareceu nas ruas e nos shows muitas vezes usando a peça e garotas que possuem um estilo rockabilly moderno – com piercings, tatuagens, estampas de bolinhas, batom vermelho e suas inseparáveis jaquetas de couro – são adeptas ferrenhas. Hoje, a liberdade para usar bandanas é incrível. Várias amarrações diferentes podem ser feitas. E o melhor é que ela vai bem tanto em cabelos lisos quanto cacheados, tanto em longos quanto curtos. Vejam algumas ideias de como usar:

1.  Bandana + Camiseta

2. Bandana + Camisa

3. Bandana + Camisa estampada

4. Bandana + Vestido

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.