Publicidade e Propaganda

Publicidade e propaganda é um curso onde prática e teoria estão juntas, durante toda a grade, desde o início. Desde o primeiro ano o aluno já vai se deparar com disciplinas do tipo computação gráfica, redação, fotografia e diagramação.

Embora o prinicipal enfoque do curso, seja lapidar e treinar o lado criativo do aluno, matérias mais técnicas tais como administração e economia também fazem parte da grade para uma formação mais completa.

Grade curricular básica:

  • Lingua Portuguesa e Idiomas
  • Redação Publicitária
  • Economia
  • Antropologia
  • Sociologia
  • História da Arte
  • Computação Gráfica
  • Estatística
  • Fundamentos do Marketing
  • Direito Básico

Duração do Curso: 5 anos

Área: Humanas

Salário Médio: R$ 2852,00

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Na playlist: In my veins – Andrew Belle

 

Eu sou completamente apaixona por essa música desde o dia que a escutei no episódio 6×24 de Grey’s Anatomy. Ela faz uma linha mais calma e com uma pegada que não tem como não gostar.

Oh, você está em minhas veias,/ E eu não consigo te tirar/ Oh, você é tudo que eu provo/ À noite, dentro da minha boca/ Oh, você corre para longe/ Porque eu não sou o que você achou/ Oh, você está em minhas veias/ E eu não consigo te tirar

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Foto Perfeita – Parte 3

Como comecei aqui há algumas semanas continuo postando dicas para a foto perfeita.

1. Sempre posicione a máquina como se fosse outra pessoa. Se for pegar o ângulo de cima tenha muito cuidado para não ficar muito egoísta, e além de tudo em muitos casos o rosto fica com aparência estranha.

2.  Tenha muito cuidado ao tirar fotos de baixo para cima, pois em 99% dos casos o rosto fica muito grande, os olhos com expressão de maníaco, além de sobressaltar as olheiras e deixar a boca com um ângulo muito estranho. Também tenha muito cuidado se for tirar fotos de corpo todo nesse ângulo, porque seu corpo fica desproporcional, deixe essas poses para profissionais, eles sabem o seu melhor ângulo.

3. A melhor luz vem de dias nublados sem chuva, quando está nublado só 80% dos raios solares são bloqueados, ou seja, você ficará com a luz perfeita, mas sem o tom amarelado.

4. Procure ficar com o corpo ereto, sem deixar os ombros caídos, a melhor maneira para manter a postura é: jogue os ombros para trás, barriga para dentro, peito para fora. Se quiser demonstrar poder e atitude, levante o queixo levemente, mas cuidado para não ficar com ar de superior, se quiser parecer misteriosa, faça o contrário. Mas lembre-se: cabeça baixa aumenta o nariz e deixa em evidência as olheiras. Essas dicas deixaram seu corpo bem melhor na foto, além de evitar que você fique com o metido papo embaixo do queixo. Mas com tudo isso relaxe você não é um robô.

5.  Para parecer sexy, mantenha olhos e boca semicerrados, mas tenha cuidado em semicerrar os olhos para que não fique com cara de sono.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

It Peça: Calça estampada

Estampas e mais estampas, antes somente nas blusas e vestidos, depois nos shorts e, no próximo verão, elas também aparecem nas calças. Vi nas passarelas do Fashion Rio o que eu já havia observado há muito tempo nos sites de estilo de rua. Parece que a ‘moda’ das calças estampadas pegou onde a época mais quente do ano já chegou e, aqui no Brasil, as grifes já  começaram a adiantá-la antes do tempo.
A calça é bem fácil de usar, e se você fizer a linha básica, é mais fácil ainda. Digo isso porque a peça chama atenção por si só, então, bastam alguns acessórios para complementar o visual. Sei que as mais ousadas também amam a peça para fazer mistura de estampas. Eu não arriscaria. Acho que não tenho postura para isso.
Acho bonito, mas não me vejo usando uma calça como essas. Eu faço a linha bemmmm mais discreta. E vocês usariam?
Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Make Up: Batom Vermelho + Cabelo Liso

Galera de verdade eu não sei se essa onda de cabelo super liso no verão vai pegar, pelo menos para mim cabelo ondulado é a cara da estação, principalmente com tanta praia e piscina.

Já para os lábios o look criado pelo beauty artist Daniel Hernandez, aposta na sofisticação da boca vermelha com esse aspecto aveludado. Deixando o destaque do make para a boca, foi usado apenas um blush pêssego para dar aquele ar de saúde e rímel marrom só na base dos cílios.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Na Playlist: Die for you – Megan McCauley

Essa música é P-E-R-F-E-I-T-A! É totalmente viciante. Ela expõe sentimentos super reais. Espero que gostem e Bom dia!

E eu sangro você, desde que eu te curei/ A sua dor escapa por mim/ Porque eu respiro você, mas eu te odeio/ Porque eles dizem que nós nunca ficaríamos juntos/ Eles não conseguem ver

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Eu indico: Ela foi até o fim – Meg Cabot

Acho que esse livro deve ser mantido a sete chaves, vai que uma criança começa a ler. Sinceramente, só para maiores de idade. Mas a história e o tema é bem legal, o final completamente previsível, mas se não fosse, não seria a Meg, né?
Sinopse:
“Uma roteirista de sucesso que já contribuiu para vários filmes de ação que renderam milhões de bilheteria – ela até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.”

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Look Inspiração

Amo camisas bem compridas, dessas que parecem masculinas mesmo! Acho que é uma peça chave para compor um visual despojado e bem “de rua”. Com as composições corretas o look fica super sofisticado, mesmo com a camisa despojada. Além disso, é um look preguiçoso, daqueles que não precisamos pensar muito para montar.

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.

Entre Aspas

Definitivamente, ele não gostava de fotos. Se estava passeando no campo e ouvia alguém comentando “Olha o passarinho!”, já fugia.

Quando aparecia uma pessoa alegremente munida de uma câmera, disposta a tirar uma foto da turma do colégio, da faculdade, dos colegas do trabalho, arranjava uma desculpa. Ia ao banheiro. Inventava um telefonema urgente. Essas coisas.

Com o passar do tempo, foi ficando mais ágil. “Deixa que eu tiro!”, gritava, assim que as pessoas alegres apareciam com suas câmeras. “Vamos colocar no automático”, disse um amigo, certa vez. Pego de surpreso, tudo o que conseguiu improvisar foi um ar comovido acompanhado por um “Quem tira a foto tem que ter vida”. Nunca mais repetiu aquela resposta patética, apesar de ter ouvido, na ocasião, um ou dois suspiros de pessoas tocadas pela sua sensibilidade – o nível de álcool estava elevado naquela noite.

Às vezes, tinha que fazer alguma concessão. “Não tenho nenhuma foto com você. Sorria!”, dizia o colega, o amigo, a nova namorada. Resignado, ele olhava para a câmera e lançava seu melhor sorriso amarelo, que dificilmente seria aceito por algum porta-retrato. De fato, ficava orgulhoso ao visitar algum amigo e constatar que nunca havia foto sua nas paredes alheias. Muito menos nas paredes da sua casa: esse, sim, era um lugar que não admitia exceções.

Fotos dele mesmo, só em documentos. De resto, não tinha fotografia nenhuma, nem da mãe, do pai, da namorada ou de quem quer que fosse. “Toma, coloca na sua carteira”, disse uma namorada, estendendo-lhe sua melhor 3×4. Ele riu do humor da moça. Ela era mesmo uma graça.

Quando casou, não quis ver as fotos do casamento. Posar para fotos da lua-de-mel, nem pensar. “Que coisa mais anti-romântica”, esbravejou, quando a mulher, esperançosa, sacou uma câmera da bolsa.

Um dia, eles tiveram um filho. As coisas iam bem, até que a mulher fotografou o bebê e cismou: o marido ia ver ao menos uma das fotos.

“Ele está aqui na minha frente, não preciso de foto”, ele argumentou. Ela apelou: “E quando você viajar a trabalho, como vai ser? Não vai se lembrar mais de que tem família?” Ele coçou a cabeça. “Fico triste”, confessou. “Eu sempre lembro que tenho família, mas fotos são lembranças em carne viva”.

Ela não quis nem saber. Esperou que ele fizesse a mala da viagem seguinte e enfiou lá dentro, no meio das roupas, uma foto. Ela segurando o bebê. Dessa vez, ele não ia escapar. Ia se emocionar ao ver sua família e parar com toda essa bobagem.

Já no hotel, assim que foi pegar uma camisa na mala, ele deu de cara com a foto. Ficou estático. Queria desviar o olhar, mas, sem saber por que, não conseguiu. A imagem de seu filho e de sua mulher brilhava à sua frente, mesmo o papel sendo fosco. Foi tomado por uma emoção desconhecida, uma bola amarga no estômago, uma vontade de chorar.

Ele colocou a foto na carteira e nunca mais foi o mesmo.

Liliane Prata

Gostou do post? Então segue o blog é só clicar #seguir aqui do lado. Sugestão de post? Manda pra mim é só entrar em contato. Até a próxima.